HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA, O DIA DA BANDEIRA!

Publicado: 19 de novembro de 2012 em Histórias que o povo conta, Todas
Tags:, , , , ,

Hoje, dia 19 de novembro, é o Dia da Bandeira!

Essa data foi escolhida porque justamente em um 19 de novembro, só que em 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca instituiu como oficial a nossa atual versão da bandeira nacional.

Como todos sabem, a República foi proclamada em 15 de novembro de 1889, por um grupo de militares e civis comandado pelo próprio Marechal Manuel Deodoro da Fonseca.

Assim conta a história…

 Na manhã do dia 19 de novembro, o republicano Lopes Trovão foi até a residência do Marechal   apresentar a nova bandeira republicana. Só que, esta bandeira foi totalmente inspirada na      bandeira dos Estados Unidos da América. As únicas alterações eram que ao invés das listras   serem vermelho e branco, eram verde e amarela. Deodoro achou aquilo um absurdo, deu um   murro na mesa e exclamou: “Senhores, mudamos o regime, não a Pátria! Nossa Bandeira é   reconhecidamente bela e não vamos mudá-la de maneira nenhuma!”. Todos no recinto ficaram   sem palavras, mandaram a bandeira para o museu da Marinha (onde recebeu o nome de    “bandeira provisória da República”), e trataram de trabalhar em uma nova bandeira.

Bandeira Provisória da República

Deodoro pediu então que a bandeira adotada até então pelo Império fosse aproveitada neste novo projeto. A bandeira em questão tinha um losango amarelo-ouro dentro de um retângulo verde, e dentro deste losango o brasão de armas do Império brasileiro. Vale ressaltar que a bandeira do Império foi desenhada por Jean Baptiste Debret, famoso pintor francês que veio ao Brasil em 1816, integrando a Missão Artística Francesa, a pedido de D. João VI, e que conseguiu traduzir em seus painéis, como ninguém, a realidade brasileira no início do século XIX (você mesmo deve conhecer várias pinturas de Debret, clique aqui para ver).

Voltando a bandeira nacional: Uma nova bandeira foi então idealizada por um grupo formado por Teixeira Mendes com a colaboração de Miguel Lemos e do professor catedrático em astronomia Manuel Pereira Reis, sendo o desenho da bandeira executado por Décio Vilares. Da antiga bandeira, permaneceram o losango ouro no retângulo verde.  O brasão de armas do Império foi substituído por um círculo azul, cheio de estrelas, que representavam o céu do Rio de Janeiro na noite de 15 de novembro de 1889. No meio do círculo foi inserida uma faixa branca com uma frase em verde, “Ordem e Progresso”. Essa frase foi tirada de outra, dita por Augusto Comte, filósofo francês e fundador da corrente positivista (da qual Teixeira Mendes fazia parte), sendo que a frase original dizia assim: “O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim”. Aproveitaram somente o “Ordem e Progresso”. Uma pena que tenham tirado justamente o Amor da bandeira nacional… talvez algumas coisas fossem diferentes em nosso país…

Em 1992, a lei federal de nº 8.421, alterou a bandeira brasileira para permitir que cada estado mais o Distrito Federal fossem representados por uma estrela. Essa lei também fala que se algum estado mais for criado ou extinto, também deve ser criada ou extinta uma estrela correspondente na bandeira do Brasil.

Cada cor escolhida para compor a bandeira nacional nos remete a um significado, são eles:

Verde – Representa nossas riquezas vegetais, nossas matas.

Amarelo – Representa nossas riquezas minerais, o nosso ouro.

Azul – Representa o céu brasileiro.

Branco – O eterno desejo pela paz. Um dia há de chegar.

—————————-

Curiosidades:

  • Vale o registro que logo após a Independência, D. Pedro I escolheu as cores Verde e Amarelo como cores oficiais do Brasil. Ele fez isso logo após arrancar de seu uniforme as cores de Portugal, um gesto que rompeu definitivamente a dependência que  tínhamos de Portugal. D. Pedro escolheu estas cores pois o verde era a cor da Casa Real dos Bragança, que era sua família, e o amarelo que era a cor da Casa dos Habsburgo, família de sua mulher, a Imperatriz Dona Leopoldina.
  •  Somente nesta data, 19 de novembro, é permitida a queima de bandeiras que ficaram velhas ou que se rasgaram. Portanto, se você possui uma bandeira que tenha se danificado ou envelhecido, substitua imediatamente por uma nova e encaminhe a que foi trocada a unidade militar mais próxima para promover a queima da bandeira.
  •  Se a bandeira nacional for hasteada com outras bandeiras, ela deve ocupar sempre o espaço do meio e deve ser também a primeira a chegar no topo e a última a ser baixada.

—————————-

Bom galera, essa é a história da nossa querida bandeira brasileira. Um dos símbolos oficiais da nossa pátria, juntamente com o Brasão da República, o Selo Nacional do Brasil e o Hino Nacional Brasileiro.

Espero que tenham gostado…

Felipe Araujo

Anúncios
comentários
  1. […] As origens e curiosidades dessa data tão especial….. — Continue lendo em Salada Mista […]

  2. Renata Brasil disse:

    Uau, uma verdadeira aula! Rs. Curti. Adoro a nossa Bandeira.
    Só é realmente uma pena terem tirado “O Amor por princípio”. Acho que essa ausência explica muitas coisas que estão acontecendo. Sucesso, Fê. ;-]

  3. Muito bom!
    A nossa bandeira é muito linda. Uma pena que o que esta escrito nela não é uma realidade atual.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s