PIT STOP 03

Publicado: 19 de novembro de 2012 em fórmula 1
Tags:, , , , ,

Salve Pessoal!

Neste domingo aconteceu em Austin, capital do Texas, a 19ª etapa do Mundial de Fórmula 1. O Grande Prêmio das Américas.

Depois de 5 anos a Fórmula 1 retorna ao solo norte-americano. Pela primeira vez com um circuito construído pensando principalmente na categoria.

A corrida já começou a esquentar antes mesmo da largada. Antes das cortinas se abrirem, a Ferrari rompeu o lacre do câmbio do Felipe Massa (sempre ele..), forçando-o a perder 5 posições no grid, o que beneficiou Fernando Alonso, que ia largar do lado par, na 8ª colocação. Pelo comentário dos pilotos neste fim de semana, largar do lado par era pior que pilotar no gelo. A pista era virgem, essa foi a primeira corrida da história do circuito, o que deixou o asfalto pouco abrasivo. Conclusão? Largar do lado sujo da pista fazia o piloto correr o sério risco de perder posição até pra HRT..

É importante ressaltar que a manobra da Ferrari foi legal, não há nada que proíba isso no regulamento. Se foi ética ou não, aí é outra discussão. Na minha opinião: Não foi nada ético, como é difícil ser lá pelos lados de Maramelo… mas tá valendo o campeonato né? Então..

E logo na largada essa atitude ferrarista surgiu efeito.. Alonso pulou de 7º para um incrível 4º lugar.. e por ali iria ficar se o RBR de Webber não quebrasse de novo o forçando a abandonar a prova.

A corrida foi movimentada do início ao fim. Disputa de posição em todos os pelotões. Massa foi um dos destaques da prova. Largou em 11º e chegou em 4º após várias brigas interessantes, entre elas, uma com Kimi Raikkonen, quando o brasileiro passou o finlandês por fora no início da sequência de curvas em “S”.

Bruno Senna tentou ser agressivo o quanto pode, mas perdeu muito tempo atrás de Hulkenberg quando estava em 9º. Isso lhe custou sua posição, já que Maldonado que vinha logo atrás aproveitou a briga dos dois para passar o brazuca.

A Mercedes voltou a decepcionar. Seus dois carros ficaram novamente fora da zona de pontuação. Não é nem sombra da equipe que venceu o GP da China com Rosberg esse ano. Teve uma hora na corrida que Schumacher conseguiu ficar atrás até da Caterham… brabo esse novo fim de carreira do alemão.

A briga que mais chamou atenção, com certeza foi a pelo 1º lugar. Lewis Hamilton versus Sebastien Vettel. O inglês que largou em 2º e chegou a cair para 3º, mas retomou o 2º posto numa disputa com Webber.  E o alemão que fez o que sempre faz, larga e vai-se embora. Porém nessa corrida, Hamilton não o deixou escapar, ficou ali na cola de Vettel até dar o bote na volta 42. O alemão que não é bobo nem nada, evitou uma defesa mais ferrenha, claro, melhor um 2º lugar na mão do que um 1º voando.

Fernando Alonso foi o 3º. Pouco fez na prova além da boa largada. Na verdade, nada fez na prova além da largada. Mas foi o que seu carro lhe permitiu. Massa foi 4º.  No fim, o brasileiro nem foi tão prejudicado assim pela punição recebida. Afinal, se estivesse a frente do Alonso teria de abrir pra ele mesmo..

A RBR conquistou o título de construtores. É o tricampeonato da equipe em apenas 8 anos de existência.

Mas a decisão do Mundial de Pilotos veio para o Brasil. Domingo que vem as 14h em Interlagos. A Ferrari conta com a chuva e com algum problema como o que teve Webber hoje, mas no carro de Vettel. A RBR conta com sua velocidade e seu melhor momento. Vamos ver no que dá.

Confira o resultado final do GP dos Estados Unidos:

1 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1h35m55s269
2 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – a 0s600
3 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 39s200
4 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 46s000
5 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 56s400
6 – Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) – a 1m04s400
7 – Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) – a 1m10s300
8 – Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) – a 1m13s700
9 – Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) – a 1m14s500
10 – Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) – a 1m15s100
11 – Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) – a 1m24s300
12 – Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) – a 1m24s800
13 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1m25s500
14 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1 volta
15 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 1 volta
16 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 1 volta
17 – Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) – a 1 volta
18 – Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) – a 1 volta
19 – Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) – a 1 volta
20 – Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) – a 2 voltas
21 – Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) – a 2 voltas
22 – Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth) – a 2 voltas

Abandonaram:
Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – na volta 17
Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) – na volta 15

Ps 1: A HRT está a venda.. quem estiver interessado.. são só 40 milhões de dólares… Se eu fosse o Eike, comprava!

Ps 2: Muito maneiro o chapéu de cowboy que os pilotos usaram no pódio.

Felipe Araujo

Anúncios
comentários
  1. […] Resumo do GP do Texas de F1… — Continue lendo em Salada Mista […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s