HISTÓRIAS QUE O POVO CONTA, O SAMBA

Publicado: 2 de dezembro de 2012 em Carnaval, Histórias que o povo conta
Tags:, , , , , , ,

Salve, saladeiros!samba

Hoje, dia 02 de Dezembro é comemorado o Dia do Samba..

Mas como nasceu o Samba?

Porque justamente nesta data é celebrado tal dia?

Bom.. essa é uma boa história…

Vamos conhecê-la..

O povo africano que foi escravizado e trazido para trabalhar no Brasil foi obrigado a sair da África, mas a África não saiu dele. Eles vieram e com sua cultura, enriqueceram a nossa.. seus costumes, rituais, suas crenças, sua fé… tudo isso foi adicionado a a mistura que originou o povo brasileiro. E uma das grandes contribuições culturais que aprendemos com os africanos foi o nosso samba…

O samba  como o conhecemos hoje é derivado de vários ritmos musicais vindos do continente africano. O mais influente ritmo que contribuiu para a criação do samba foi o seu quase xará, semba. O semba era, e é ainda, um ritmo muito popular na África, principalmente na região onde hoje é Angola. Angola que também foi dominada pelos portugueses, e era onde Portugal capturava seus escravos e trazia para o Brasil. E ao chegar ao nosso país, o semba vira samba ao se encontrar com o lundu e o maxixe lá na cidade de São Salvador da Bahia de Todos os Santos, hoje conhecida simplesmente como Salvador, na Bahia.

Tia Ciata

Tia Ciata

Da Bahia, o samba chega ao Rio de Janeiro pelas mãos das Tias Baianas. Entre elas, a mais famosa e fundamental para o desenvolvimento do samba foi a Tia Ciata, que tinha por nome Hilária Batista de Almeida, e veio morar no Rio de Janeiro na segunda metade do século XIX. Para se sustentar, Tia Ciata começou a trabalhar vendendo seus quitutes na Rua Sete de Setembro, sempre paramentada com suas vestes de baiana: uma saia rodada e bem engomada, turbante e diversos colares e pulseiras. O tabuleiro era famoso e farto, repleto de bolos e manjares que faziam a alegria dos transeuntes de todas as classes sociais. Todos os finais de semana, Tia Ciata organizava em sua casa, na Praça Onze,  encontros embalados pelo samba, que já era famoso na Bahia, e que ela começava a disseminar no Rio de Janeiro… nascia na casa de Tia Ciata, a famosa roda de samba, que se faz presente até hoje em vários cantos do Rio e do Brasil. Em homenagem a Tia Ciata e a outras Tias Baianas, cada Escola de Samba é obrigada a apresentar uma ala de baianas, com uma vestimenta que lembra a utilizada pelas Tias Baianas, as mães do samba.

Eu sou o samba
A voz do morro sou eu mesmo sim senhor
Quero mostrar ao mundo que tenho valor
Eu sou o rei do terreiro
Eu sou o samba
Sou natural daqui do Rio de Janeiro
Sou eu quem levo a alegria
Para milhões de corações brasileiros”

E foi na casa de Tia Ciata onde foi criado o primeiro samba gravado em disco, “Pelo Telefone“, de Donga e Mauro de Almeida, assíduos frequentadores do lugar…

Daí em diante o samba se popularizou.. surgiram compositores como Sinhô, Heitor dos Prazeres e Pixinguinha… e na década de 1920, o samba tem o seu encontro mais perfeito e se casa com o Carnaval… primeiro nos blocos e cordões que animavam a cidade do Rio de Janeiro no período da festa de Momo… e depois, na década de 1930, surgem as Escolas de Samba e o Samba-Enredo que até hoje embala os desfiles carnavalescos em todo o país.

Fora do Carnaval, o samba se descriminaliza e passa de música que só pobre e negro escuta, para ser um ritmo que se tornou a identidade musical nacional.. muito por conta também do Rio de Janeiro ser a capital do país na época, o que ajudou o samba a se tornar a música que todo o mundo associa diretamente ao Brasil.. quem visitava a capital do país, escutava o ritmo e se apaixonava..

O samba cresce de tal modo que cria diversos sub-gêneros, entre eles: o Partido Alto, o Pagode, o Samba-breque, o Samba Canção, o Samba de gafieira, entre outros muitos ritmos.. mas com certeza, a mais famosa derivação do samba foi a Bossa Nova…

E graças a grandes sambistas como Aroldo Melodia, Alcione, Beth Carvalho, Bezerra da Silva, Candeia, Cartola, Clara Nunes, Clementina de Jesus, Dicró, Diogo Nogueira, Dona Ivone Lara, Eliana de Lima, Ismael Silva, João Nogueira, Jamelão, Jorge Aragão, Jovelina Pérola Negra, Leci Brandão, Luiz Carlos da Vila, Mano Décio da Viola, Martinho da Vila, Moreira da Silva, Neguinho da Beija-Flor, Nelson Sargento, Noel Rosa, Paulinho da Viola, Silas de Oliveira, Tia Surica, Walter Alfaiate, Zé Keti, Zeca Pagodinho, entre tantos outros que o Samba ganhou seu espaço no Brasil e até no mundo.. afinal…

“Quem não gosta de samba bom sujeito não é
É ruim da cabeça ou doente do pé”

E a data de hoje, Dia do Samba, não é a data de nascimento ou falecimento de Tia Ciata.. nem é a data da composição de “Pelo Telefone”.. nem o dia que foi fundada a primeira escola de samba, a Deixa Falar..

ary barroso

Ary Barroso

O dia de hoje se remete a primeira vez que Ary Barroso foi a Bahia.. explico: Ary Barroso era um grande radialista e compositor da primeira metade do século XX.. ele compôs a música “Na Baixa do Sapateiro”, que exalta a Bahia. Mas ele mesmo nunca tinha ido até lá.. foi quando em 02 de Dezembro de 1963, Ary Barroso vai até Salvador. Como modo de homenageá-lo, o vereador Luís Monteiro da Costa aprovou uma lei que declarava que a partir daquela data, todo dia 02 de Dezembro seria comemorado o Dia Nacional do Samba. A partir disso, a data se tornou um dia para se celebrar esse ritmo que é a cara do nosso país. Essa festa é bastante comemorada principalmente em dois lugares do Brasil, em Salvador, onde a data foi criada, e no Rio de Janeiro, que conta com o famoso Trem do Samba, que todo dia 02 de Dezembro parte da Central do Brasil e conta com a apresentação de consagrados sambistas para contagiar os passageiros.

Felipe Araujo

Anúncios
comentários
  1. […] Hoje dia 02 de Dezembro, a gente comemora o Dia Nacional do Samba… e um pouco da história desse ritmo que contagia todo o país você pode conferir lá no Salada Mista….. — Continue lendo em Salada Mista […]

  2. juankatatau disse:

    nem sabia que dia pra comemorar isso

  3. juankatatau disse:

    nem sabia que tinha dia para comemorar isso

  4. Andy a. disse:

    É uma pena que confundam o verdadeiro samba com outras coisas por aí . ótimo post !!!

  5. jacbagis disse:

    adorei a história do samba e tb não sabia que tinha dia para comemorar…

    seguindo o seu blog, segue o meu?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s